SAIBA MAIS

OS FACTORES QUE INFLUENCIAM O SEU NÍVEL DE ACOOLÉMIA

BANNER.blog post BT.2 min

A taxa de alcoolemia (TAS) é a medida da quantidade de álcool presente no sangue, com base no volume de álcool consumido durante um determinado período de tempo.

Embora alguns possam optar por contar bebidas ou utilizar calculadoras para adivinhar a sua taxa de alcoolemia, deve estar ciente de que um número substancial de variáveis a influenciam, tornando este método de estimativa da TAS não só erróneo, mas também francamente perigoso.

O teste com o BACtrack é com certeza o método mais fiável de estimar o seu TAS, especialmente à luz da grande variedade de factores que o influenciam, são eles:

Idade – À medida que envelhece, os efeitos intoxicantes do álcool tornam-se cada vez mais acentuado.

Género – O álcool é altamente solúvel em água. Como as mulheres têm geralmente um menor teor de água no seu corpo do que os homens, e por isso, normalmente atingem uma TAS mais elevada se consumirem álcool a uma taxa semelhante à dos seus homólogos masculinos, mesmo que tenham a mesma idade e peso. As mulheres também têm uma menor quantidade de enzima no estômago que decompõe menos o álcool do que os homens.

Taxa de Consumo – Quanto mais depressa consumir álcool, mais depressa o seu TAS aumentará.

Força da bebida – Quanto mais álcool uma bebida contém, mais acabará na sua corrente sanguínea.

Tipo de Corpo – Quanto mais pesa, mais água tem no seu corpo, o que tem um efeito diluidor sobre o álcool que consome. É por isso que as pessoas maiores normalmente necessitam de mais bebidas para “acompanhar” os seus companheiros mais pequenos.

Teor de gordura/músculo – O tecido adiposo tem um baixo teor de água e não pode absorver álcool, e o álcool deve permanecer na corrente sanguínea até que o fígado o possa decompor. No entanto, os tecidos com maior teor de água, tais como os músculos, absorvem álcool. Assim, a TAS será normalmente mais elevada na pessoa com mais gordura corporal.

Metabolismo – “Tolerância metabólica” varia de pessoa para pessoa e descreve o ritmo a que o álcool é processado pelo corpo.

Estado Emocional – O stress pode fazer com que o corpo desvie o sangue do estômago e intestino delgado para os músculos, e retardar a taxa de absorção de álcool pela corrente sanguínea. Quando se acalmar e o seu sangue voltar a fluir normalmente, poderá experimentar um aumento da sua TAS.

Medicamentos – Muitos medicamentos reagem negativamente com o álcool, incluindo comprimidos para o frio ou alergias e medicamentos prescritos. Eles podem intensificar os efeitos do álcool e até pôr em perigo a sua saúde. Se estiver a tomar medicamentos, verifique os rótulos dos produtos para avisos sobre álcool, ou consulte o seu médico ou farmacêutico antes de beber.

Alimentos – Se beber álcool com o estômago vazio, a sua TAS será superior à de uma pessoa que tenha comido antes de beber. Os alimentos atrasam a absorção na sua corrente sanguínea, mantendo o álcool que consome no seu estômago por um período de tempo mais longo.

Carbonatação – As bebidas carbonatadas, tais como vinho espumante ou champanhe, ou bebidas mistas com refrigerantes podem aumentar a taxa a que o álcool passa pelo seu estômago e resultar numa TAS mais elevada.

Diabetes – O álcool pode afectar os níveis de glicose das pessoas com diabetes e causar hipoglicémia. Os diabéticos devem consultar os seus médicos sobre o consumo de álcool e evitar beber com o estômago vazio.

Intolerância ao álcool – O álcool pode causar reacções adversas em alguns, incluindo ruborização da pele, congestão nasal, frequência cardíaca elevada, e redução da pressão arterial. De acordo com a Mayo Clinic, a intolerância ao álcool é causada por uma “condição genética em que o organismo é incapaz de decompor o álcool”.

Com todos estes factores a influenciar a sua TAS, nunca deve depender da contagem de bebidas ou da utilização de calculadoras para tomar uma decisão importante.

Os equipamentos BACtrack compensam todos estes factores. Ao usar o seu sopro, pode estimar com precisão a sua taxa de alcoolemia e dizer-lhe em que pé está com segurança.

Garanta já a sua segurança ao voltar para casa.

Posts relacionados

Um pensamento sobre "OS FACTORES QUE INFLUENCIAM O SEU NÍVEL DE ACOOLÉMIA".

  1. It’s in point of fact a nice and useful piece of information.
    I’m glad that you
    simply shared this useful information with us.
    Please stay us up to date like this.
    Thank you for sharing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *